in , ,

AmeiAmei

O que um CEO lê? – Parte 1

Neste sábado, 29, comemoramos o Dia Nacional do Livro. De fato, a importância da leitura em todas as etapas da vida é inegável. Afinal, estudos mostram que ler para bebês ainda no útero tem benefícios para o seu desenvolvimento. Logo, a influência positiva da leitura nos anos futuros pode apenas crescer!

Aliás, qual é o papel da leitura na evolução pessoal e desenvolvimento profissional? Nos primeiros anos da educação infantil já somos incentivados a sonhar com o futuro, com quem queremos ser e onde desejamos chegar. A partir daí, começa a trajetória de busca por esses sonhos. 

Inclusive, mesmo que, ao longo, vejamos nossos sonhos e objetivos adentrarem um novo caminho, diferente do rumo inicial planejado, ainda assim há à frente ferramentas e até mesmo pessoas hábeis a auxiliar na concretização dessa paixão.  

O que é um CEO?

Bem, se a sua paixão é liderar e inovar, basicamente ser o capitão ou capitã de um navio e uma equipe em direção ao futuro, então pode ser que o cargo de CEO esteja no seu wish board. Para quem não sabe, o termo CEO vem do inglês e significa “Chief Executive Officer”, ou seja, Diretor Executivo, mas a gente sabe que o nosso coraçãozinho brasileiro gosta de abraçar palavras e siglas estrangeiras. 

Não apenas o CEO é o cargo mais alto dentro de uma empresa, como essa pessoa é responsável pela visão estratégica do negócio como um todo. Para isso, algumas de suas funções são:

  • elaborar e conduzir a visão, missão e objetivos da empresa;
  • implementar ou modificar processos dentro da empresa ou setores;
  • ser o porta-voz da cultura organizacional da empresa;
  • direcionar os próximos passos da empresa por meio do planejamento estratégico;
  • cuidar da saúde da empresa;
  • representar e se relacionar com públicos externos.

Basicamente, para sentar nessa cadeira, o profissional deve ser a representação viva da empresa no presente enquanto planeja e a prepara para o futuro. Assim, espera-se algumas características daqueles que assumem esse papel, como uma capacidade de visão ampla, boa comunicação, inteligência emocional e disposição para correr riscos.

Dica para um futuro CEO

Tanto quanto gostaríamos de já nascer preparados para qualquer desafio e, até mesmo, considerar que algumas profissões são questão de vocação, a verdade é que habilidades precisam ser treinadas e desenvolvidas. Nesse sentido, temos a leitura como uma poderosa fonte de conhecimento e como nosso guia nessa jornada, perguntamos ao nosso próprio Presidente | CEO da Fundacred, Nivio Delgado, quais são os livros indicados por ele.

Leia também: Você tem skills necessárias para profissões do futuro?

Nivio Delgado – conheça a cara da Fundacred

Ali para cima, a gente mencionou que um CEO é o porta-voz da cultura organizacional, a representação em forma humana da sua empresa, certo? Então, como uma fundação sem fins lucrativos com a missão de transformar vidas promovendo o acesso à educação, a Fudacred tem a sua frente um CEO que compartilha desses valores. Isso é, dentre outros pontos, entender o poder transformador da educação e o da leitura na vida de cada pessoa. 

Filho de professora e neto de professor, Nivio aprendeu a valorizar a educação desde cedo, já com os exemplos que via em casa. Também cresceu como caçula entre três filhos e aprendeu a ler cedo, aos quatro anos, quando sentava para as aulinhas das irmãs que foram tão boas professoras de brincadeira que lhe ensinaram de verdade

Posteriormente, as aulas mais do que reais da faculdade de direito lhe exigiam muitas leituras. Porém, essa já era a preferência de Delgado, que nos falou do seu gosto por obras literárias humanísticas, ou seja,  que analisam o comportamento humano e conteúdo de neurociência em geral. Afinal, com esses estudos, consegue descobrir novas ferramentas e formas de entender melhor as pessoas ao seu redor e a si mesmo. 

Mas afinal, o que um CEO lê?

Agora sim, vamos para as indicações literárias de um CEO que não guarda nenhum segredo da sua paixão por livros e autores. Por certo, essas são as fontes às quais ele retorna cada vez que surge o desejo ou a necessidade de “revisitar conceitos consolidados”. Confira:

1. Muito Além da Sorte – Clayton M. Christensen

O primeiro indicado é um livro de cabeceira, escrito por um ex-professor de administração na Harvard Business School, que é um gênio para Nívio pela sua forma de simplificar o grande estudo feito em inovação dentro de grandes empresas. 

2. Propósito: por que ele engaja colaboradores, constrói marcas fortes e empresas poderosas – Joey Reiman 

Antes de mais nada, responda rapidamente: qual é o seu propósito pessoal? Tanto o seu propósito pessoal quanto o propósito da sua marca devem estar bem definidos antes que qualquer planejamento possa ser feito ou qualquer passo possa ser dado em direção aos seus objetivos. Justamente com isso que o livro de Reiman lhe ajudará.

3. Todos São Importantes: o extraordinário poder das empresas que cuidam das pessoas como gente, e não como ativos – Bob Chapman e Barry-Wehmiller

Como o próprio nome já antecipa, estes autores nos passam a importância de ter a consciência que cada trabalhador é uma pessoa. Assim, nossas ações devem ser pensadas lembrando como afetarão a pessoas que são gente como a gente, com sonhos, desejos, necessidades e pensamentos próprios. Aí está uma lição sobre o valor de valorizar as pessoas.

4. A cultura da experimentação: como os experimentos nos negócios podem melhorar sua capacidade de inovação – Stefan H. Thomke 

Certamente, não podemos jamais acusar esses livros de títulos misteriosos, não é? De qualquer forma, mesmo que seu nome não esconda nada, o conteúdo nos ensina muito. Aliás, foi durante a pandemia que o nosso CEO e todo o Clube do Livro da Fundacred leram essa obra que traz um direcionamento científico para a tomada de decisão descentralizada de um time. Ademais, mostra maneiras de lidar e aprender com experimentos que falham e que sucedem. 

5. O poder da empatia: a arte de se colocar no lugar do outro para transformar o mundo – Roman Krznaric

Escrito por um dos idealizadores do Museu da Empatia, esse livro contesta antigas noções do egoísmo inerente ao ser humano. Pelo contrário, coloca em foco a nossa capacidade de chorar pela dor do outro, de ver o mundo pelos olhos de terceiros. Não só enxerga essa capacidade humana como não a vê como fraqueza, mas como uma extraordinária força: o superpoder do ser humano de se colocar no lugar do outro.

Não é só isso

Já que o Nivio tem muito mais indicações literárias que influenciaram a vida dele como gestor e como pessoa, voltaremos com uma continuação para seguir com essa conversa. Afinal de contas, precisamos reconhecer a sua necessidade por uma pausa e já aproveitamos para deixar que absorva bem o princípio de cada obra. 

Mas não se esqueça que esse não é um adeus, mas sim um até logo. Este CEO que você já passou a conhecer bem ainda tem mais bons livros para recomendar!

Continue a sua leitura: Mais livros de um CEO para você

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Nova parceria Fundacred: descomplicando os estudos!

Mais livros de um CEO para você