in

O que fazer se não passei no FIES?

Se você está pensando “Não passei no FIES, e agora?”, já que o financiamento era sua principal maneira de ingressar ou se manter na faculdade, pode ficar tranquilo(a)! Existem outras opções. 

Sabemos que o programa mudou algumas regras. Inclusive, já que o Enem 2020 divulgará suas notas apenas em março deste ano, não será possível usar o desempenho do exame para concorrer ao FIES do primeiro semestre. 

Neste caso, a Fundacred pode te ajudar com algumas alternativas! Confere: 

Explorar opções da própria universidade 

O “não passei no FIES” também pode ser um obstáculo superado na própria Instituição de Ensino. Não são todas as faculdades que oferecem caminhos complementares para estudantes ingressarem, como vestibulares fora de época e provas extras, por exemplo. Igualmente, isso se aplica para aqueles que querem permanecer com descontos ou bolsas. 

Contudo, você pode analisar tanto possibilidades da sua própria instituição, quanto pesquisar outras universidades com características similares. Existem algumas, por exemplo, que costumam promover extravestibulares mensais, com condições mais acessíveis.

Portanto, verifique as alternativas, se existirem, nas próprias IEs! 

Tentar o financiamento bancário

Já debatemos aqui no blog da Fundacred sobre a questão do financiamento estudantil de bancos. Além de somar, no valor total, juros e taxas, essa opção também inclui a análise de renda, o que pode ser uma questão para alguns estudantes. 

Um ponto positivo é que esse tipo de financiamento estudantil é considerado, pois os prazos costumam ser longos, ou seja, você acaba tendo mais meses para efetuar o pagamento

Ainda assim, a alternativa pode acarretar, igualmente, em burocracias maiores, como exigir que você vá até alguma agência bancária para efetuar a contratação. 

Portanto, se você não passou no Fies e está cogitando seguir por esse caminho, vale 

considerar a possibilidade, mas sem esquecer de medir os prós e contras, neste caso! 

Aguardar a próxima oportunidade do FIES

Ter que esperar um tempo pode ser ruim, mas não deixa de ser uma opção, né? Ainda que não saibamos se o financiamento terá outras mudanças e como será o decorrer dos próximos semestres na educação do Brasil, aguardar é uma alternativa possível.

Se você não passou no Fies esse ano e não está com pressa, pode se candidatar novamente, conforme os requisitos exigidos. 

Não se esqueça de prestar atenção aos prazos, que costumam ser rígidos, e se organizar para isso.

Cogitar uma universidade pública

As universidades públicas são conhecidas por seus níveis elevados nas provas de vestibular, já que os candidatos são muitos e as vagas nem sempre acompanham a procura. Sendo assim, a entrada em uma instituição que recebe fundos do governo pode ser mais difícil. 

Fora a questão da concorrência, alguns cursos, neste caso, costumam ser oferecidos apenas em determinados horários ou turnos. Logo, com aulas durante o dia, a galera que divide seu tempo entre trabalho e estudo fica sem alternativas.

Estude a grade horária da sua área antes de optar por se dedicar a essa possibilidade, caso você esteja cogitando-a se não passou no Fies!

Contratar um crédito estudantil

Já conversamos aqui no blog sobre a diferença de FIES e crédito estudantil privado. O principal diferencial, neste caso, é a decisão de estudar com mais tranquilidade e conseguir planejar sua vida para conciliar bem os estudos e todo o resto. 

Como o Fies exige que os estudantes tenham realizado a prova do Enem, a partir de 2010,  e somado, no mínimo, 450 pontos, você não consegue utilizá-lo a qualquer momento. A ideia do crédito, portanto, é a liberdade de poder contratá-lo a hora que desejar.

Dessa forma, essa é uma opção possível para a questão que originou o texto: “O que fazer se não passei no FIES?”. A resposta pode ser: faça um crédito educacional cursando a graduação de forma mais rápida, ou no seu tempo, como quiser.

Com o crédito da Fundacred, o CredIES, você paga parte da mensalidade enquanto cursa e o restante só ao concluir os estudos, ou encerrar o vínculo com a universidade escolhida. 

Ao selecionar um de nossos serviços, você também não receberá nenhuma cobrança de juros remuneratórios e a taxa administrativa será a menor do segmento: 0,35% ao mês, diferente das oferecidas por financiamentos estudantis bancários, ou mesmo pelo próprio FIES. 

Se o seu impedimento for escolher um(a) fiador(a), não se preocupe! Também temos uma opção de crédito estudantil sem essa necessidade: o +MAISACESSO. Essa alternativa facilita a acessibilidade de pessoas negativadas, já que não analisa a renda. A taxa, neste caso, é de 0,80% ao mês.

Para solicitar qualquer um dos serviços, basta entrar no Portal da Fundacred. Lá você também tem acesso a outras possibilidades em níveis de ensino, instituições e cursos. Inclusive, se quiser simular suas mensalidades antes de decidir com certeza, também rola! 

Todo esse processo é 100% online e você pode nos chamar no chat para qualquer dúvida que surgir. 

Viu como não ter passado no Fies não é o fim do mundo? Você tem, sim, outras opções! Confira algumas delas e adeque-as ao seu orçamento e planos, lá no Portal da Fundacred.

Comentários

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Planejamento financeiro para pagar a faculdade

Lato sensu e stricto sensu: qual a diferença?