in ,

O que a Geração Z preza no mercado de trabalho?

Sim, eles cresceram, e já estão ocupando vagas no mercado de trabalho! De fato, a Geração Z, grupo de pessoas nascidas entre 1995 e 2010, tem ganhado cada vez mais espaço nas organizações. E quando falamos da escolha de carreira, os objetivos dessa geração vão muito além de ter um bom salário!

A princípio, é importante destacar que os Zs são nativos digitais. Logo, totalmente adaptáveis às mudanças que ocorrem no mundo. Além disso, eles possuem muita criatividade e pensamento crítico. Essas são importantes skills para as profissões do futuro. 

A realização profissional e pessoal dos Zs envolve uma série de razões. Tais fatores estão, em grande parte, ligados a questões humanizadas. Sendo assim, mudanças nos processos e nas relações profissionais são importantes para empresas que querem atrair novos talentos

Confira abaixo o que a Geração Z preza no mercado de trabalho!

Geração Z e as mudanças positivas na sociedade

A identificação com a cultura da empresa é um ponto essencial para os Zs. Eles desejam atuar em lugares com propósito claro e transformador para a sociedade.

Seus valores são fortemente levados em consideração na busca por um emprego. Ou seja, a jornada profissional precisa fazer sentido para além do retorno financeiro. 

Sim, o valor do salário importa. Afinal, todos temos contas para pagar e sonhos que envolvem grana para realizar, não é mesmo? Contudo, esses jovens sentem bem menos dificuldade de sair de uma organização por se sentirem infelizes e distantes de como um lugar atua. 

Temos aí um grande diferencial ao fazer uma comparação com as gerações anteriores! A tendência da Geração Z é não permanecer por longos anos na mesma empresa. Dessa forma, eles veem na movimentação profissional uma forma de ganhar novos aprendizados e experiências.

Oportunidade de desenvolvimento

Segundo a pesquisa Líderes do Futuro, feita pelo Meio e Mensagem, 34% da Geração Z acha que a oportunidade de desenvolvimento pesa mais do que outros fatores durante a escolha de um emprego. 

Portanto, trabalhar em uma organização que permite e incentiva o crescimento de seus funcionário é importante. Assim, eles valorizam muito aquelas com plano de carreira para os colaboradores. 

Por trás dos percentuais, há o desejo por reconhecimento financeiro e pessoal, acompanhamento e estímulo durante a jornada de aprendizagem. Dessa maneira, fica em evidência como as empresas e os líderes trabalham para tornar essas pessoas profissionais melhores. 

Ambiente de trabalho flexível 

Quando falamos de ambiente de trabalho, coworking e home office são os queridinhos da Geração Z. Nota-se a preferência por ambientes mais flexíveis e não tão formais quanto os escritórios comuns. 

A respeito do co-working, é um modelo de trabalho cooperativo. Ele se baseia no compartilhamento de espaços físicos entre profissionais de diferentes empresas e freelancers. Esse contato é benéfico, pois permite a troca de experiências, além de ampliar as redes de relacionamento.

Enfim, as vantagens do home office já estão bem difundidas por aí. Trabalhar de casa nos faz ganhar um tempo extra. Afinal, não precisamos passar horas nos deslocando. Podemos aproveitar esse tempo para o lazer e até mesmo para aprimorar conhecimentos por meio de cursos. 

Liderança humanizada

Para a Geração Z, a hierarquia está muito mais ligada ao conhecimento do que a cargos e posições de poder. Ainda de acordo com o levantamento do Meio e Mensagem, 96% acredita que um bom líder é aquele que busca o desenvolvimento de sua equipe e compartilha conhecimento.

Por isso, um líder aberto ao diálogo é visto com muito bons olhos pelos Zs. Outra questão levada em conta é a habilidade de olhar para a equipe com empatia e solidariedade. Sim, produtividade é importante, mas o bem-estar também é!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0
curso_tecnico_anitta

Anitta: do curso técnico ao sucesso mundial

como estudar para vestibular e trabalhar ao mesmo tempo

Como estudar para o vestibular e trabalhar ao mesmo tempo?