<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://px.ads.linkedin.com/collect/?pid=3063137&amp;fmt=gif">
Educação

Por que começar a graduação em 2024 não é uma decisão ultrapassada?

Descubra como a educação superior continua relevante no mundo BANI e as tendências educacionais para o futuro.


Em um mundo que se transforma cada vez mais rápido, planejar a carreira e se mostrar competitivo dentro do mercado de trabalho, pode ser cada vez mais desafiador, e o diploma ainda é uma importante ferramenta de ocupação de espaços na sociedade. 

Não é à toa que se formar em uma faculdade é o sonho de 80% dos jovens brasileiros. E é isso o que mostra a quinta edição da pesquisa “O que realmente os alunos pensam sobre o ensino superior” realizada pelo Instituto Semesp, centro de inteligência analítica criado pelo Semesp, e a Workalove. Foram ouvidos 1.542 jovens de todo o Brasil, no período de 9 a 22 de novembro de 2023, destes, 79% têm até 24 anos.

Esses dados são reflexo de um mundo cada vez mais dinâmico que mudou muito desde o antigo e obsoleto conceito VUCA, criado no final dos anos 1980 para descrever o cenário do mundo pós-Guerra Fria: volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade (traduzido para o português).

Com a tecnologia, as constantes mudanças e o crescente dinamismo em que vivemos, o conceito VUCA foi substituído pelo novo conceito BANI, que define com maior assertividade o cenário atual. BANI em português significa fragilidade, ansiedade, não linearidade e incompreensibilidade.

Entendendo o mundo VUCA

Após ter sido criado, em 1980, rapidamente o termo VUCA se espalhou entre lideranças militares, até que passou a ser adotado por empresas em diversos setores de atividade a fim de descrever os problemas que enfrentavam. Mas como esses elementos afetavam a sociedade, economia e o mercado de trabalho? 

  • Volatilidade (V – volatile): a imprevisibilidade e a extensão das mudanças podem causar instabilidade e incerteza. Isso pode levar a uma maior cautela por parte dos consumidores, investidores e empregadores, impactando o consumo, investimentos e contratações;
  • Incerteza (U – uncertainty): pode gerar desconfiança e hesitação na sociedade e no mercado de trabalho, levando a decisões mais conservadoras e a uma menor disposição para assumir riscos. Isso pode afetar o crescimento econômico e a inovação, bem como influenciar as escolhas de carreira e investimento em capacitação profissional;
  • Complexidade (C – complexity): pode tornar a compreensão e a tomada de decisões mais difíceis, afetando a eficiência e a produtividade da sociedade e das empresas. No mercado de trabalho, isso pode exigir habilidades mais especializadas e a capacidade de lidar com informações complexas e em grande volume;
  • Ambiguidade (A – ambiguity): pode levar a mal-entendidos, conflitos e confusão, afetando a comunicação e a colaboração na sociedade e no ambiente de trabalho. Isso pode impactar a eficácia das organizações e a qualidade das relações interpessoais.

Essas condições podem influenciar a forma como as empresas operam, como os indivíduos planejam suas carreiras e como a sociedade como um todo se adapta e responde a esses desafios. 

Entendendo o mundo BANI

Se no mundo VUCA, enfrentávamos ambiguidade e instabilidade, com o BANI, temos caos e a incompreensão de como esse caos surgiu. Essa incompreensibilidade gera ansiedade, pois não temos mais certeza de nada e nada parece estar em nossas mãos. A fragilidade de nossas vidas e negócios torna-se cada vez mais evidente. Por isso, precisamos responder e agir rapidamente, mas se tudo é instável, como saber o que fazer?

Entenda os desafios enfrentados pelos indivíduos na tomada de decisões, e como ele afeta sociedade, economia e mercado de trabalho, agora sob a ótica de cada elemento do Mundo BANI:

  • Fragilidade (B – Brittleness): a fragilidade gera instabilidade, imprevisibilidade e insegurança, levando a uma maior necessidade de adaptação e flexibilidade por parte das empresas e dos trabalhadores. A falta de garantias de emprego e a necessidade de mudanças constantes nas carreiras podem aumentar a ansiedade e a pressão sobre os indivíduos, afetando a saúde mental e o bem-estar.
  • Ansiedade (A – Anxiety): decorrente da fragilidade do mundo moderno, a ansiedade, a pressão por decisões rápidas e a sensação de estar constantemente correndo contra o tempo podem levar a escolhas impulsivas e estratégias de curto prazo, afetando a estabilidade e o crescimento sustentável. No mercado de trabalho, a ansiedade pode influenciar a produtividade, a satisfação no trabalho e a capacidade de lidar com desafios de forma eficaz.
  • Não linearidade (N – Nonlinearity): pequenas decisões podem ter impactos significativos e imprevisíveis, o que pode levar a uma maior aversão ao risco e a uma necessidade de estratégias mais adaptáveis e ágeis. No mercado de trabalho, a não linearidade pode exigir habilidades de resolução de problemas complexos e a capacidade de lidar com mudanças abruptas e imprevistas.
  • Incompreensibilidade (I – Incomprehensibility): a incompreensibilidade cria desafios na tomada de decisões e no planejamento estratégico. A sobrecarga de informações e a rápida evolução das circunstâncias podem dificultar a compreensão do ambiente em que as empresas operam e dos desafios que os trabalhadores enfrentam. Isso pode levar a uma maior incerteza e hesitação na tomada de decisões, afetando a eficácia e a competitividade.

Esses quatro elementos (fragilidade, ansiedade, não linearidade e incompreensibilidade) podem influenciar a forma como as empresas operam, como os indivíduos planejam suas carreiras e como a sociedade como um todo se adapta e responde a esses desafios. A compreensão e a capacidade de lidar com esses fatores são essenciais para a resiliência e a capacidade de inovação em um ambiente BANI.

A Relevância contínua da Educação Superior

São inúmeras as vantagens de quem escolhe trilhar o caminho da educação superior, pois a universidade desempenha um papel crucial na preparação dos indivíduos para lidar com a volatilidade do mercado de trabalho e enfrentar um ambiente VUCA/BANI, fornecendo habilidades essenciais que são fundamentais para navegar com sucesso em um mundo caracterizado por volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade.

O pensamento crítico é uma habilidade fundamental que os estudantes adquirem na faculdade. A capacidade de analisar informações, questionar suposições, avaliar argumentos e tomar decisões fundamentadas é essencial em um ambiente VUCA/BANI, onde as situações podem mudar rapidamente e as respostas não são óbvias.

Além disso, a resolução de problemas é outra habilidade crucial que os estudantes desenvolvem na faculdade. A capacidade de identificar desafios, formular soluções criativas, implementar planos de ação e avaliar os resultados é fundamental em um ambiente caracterizado pela não linearidade e imprevisibilidade.

E ela ainda desempenha um papel na promoção do empreendedorismo e da inovação ao fornecer aos indivíduos as ferramentas necessárias para identificar oportunidades de negócios, desenvolver novas ideias e gerenciar projetos. 

Ter um diploma aumenta a credibilidade, a autoridade e até o salário do profissional em sua área de atuação. Estudos como o da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), mostram que, no Brasil, as remunerações para pessoas com o ensino superior são até quatro vezes maiores.

O diploma ainda é importante em 2024?

A evolução do significado do diploma

O significado do diploma tem sido influenciado por mudanças nas práticas educacionais, nas demandas do mercado de trabalho e nas expectativas sociais. Antigamente, o diploma era visto como um sinal de status e de habilidades acadêmicas. No entanto, com o tempo, a importância das habilidades práticas, da experiência e da capacidade de adaptação tem ganhado destaque, levando a uma reavaliação do seu significado.

Atualmente, o diploma ainda é valorizado como uma conquista educacional, mas também é visto como um ponto de partida para o desenvolvimento de habilidades e competências ao longo da carreira. Muitas vezes, empregadores buscam candidatos com diplomas, mas também valorizam experiência prática, habilidades técnicas e capacidade de inovação. Ainda assim, o diploma tem uma influência significativa nas oportunidades de carreira

Muitos empregadores consideram o diploma como um requisito mínimo para certos cargos, pois ele é visto como um indicativo de comprometimento, capacidade de aprendizado e preparação para desafios profissionais. Em muitos casos, a posse de um diploma pode abrir portas para oportunidades de emprego e promoções dentro de uma empresa.

É impressionante que mesmo com as mudanças do mundo, o diploma continua a ser um porto seguro essencial para quem precisa iniciar a carreira profissional, pois a educação formal proporciona bases sólidas, habilidades transferíveis e adaptabilidade, tornando os diplomados essenciais em ambientes BANI. O diploma prevalece como uma base valiosa em meio à evolução acelerada do mundo profissional. 

Ao contrário de perspectivas que questionam sua importância, o diploma desempenha um papel crucial em um cenário de transformação constante.  

Tendências futuras e inovações educacionais

A inovação permite que as universidades estejam na vanguarda do conhecimento, da tecnologia e da pesquisa, contribuindo para a solução de problemas complexos e para o avanço da sociedade como um todo. Conheça 4 tendências que têm revolucionado as universidades desde 2023.

Microcertificações

Com base na lei da oferta e procura, as empresas tendem a buscar profissionais mais qualificados, o que torna as certificações acumuladas um fator importante de competitividade e desafio para muitos trabalhadores.

Pensando nisso, as universidades repensaram o modelo de certificação, e, recentemente, surgiram as microcertificações ou certificações intermediárias, que são concedidas aos alunos após a aprovação em conteúdos específicos previstos na estrutura curricular. Isso permite que estudantes demonstrem seu conhecimento antes de concluir a graduação. 

Porém, o desafio para as instituições não é apenas criar as microcertificações, mas também dar significado e importância a elas  e avaliar se os métodos de avaliação são compatíveis com as certificações e com as demandas do mercado de trabalho.

Aprendizagem Imersiva

A aprendizagem Imersiva está mudando significativamente a forma como os alunos absorvem e interagem com o conhecimento: espaços virtuais, como os do metaverso, estão sendo incorporados nos campi universitários, oferecendo plataformas onde os alunos podem se envolver em experiências educacionais sem precedentes, como é o caso do Tecnológico de Monterrey no México. No Brasil, a Universidade de São Paulo (USP) é um exemplo proeminente dessa tendência.

Futuros Sustentáveis 

Em 2024, a tendência significativa na educação é o foco crescente em “futuros sustentáveis”, que integra a educação para sustentabilidade no currículo, enfatizando práticas ESG. Essa abordagem visa equipar os estudantes com conhecimento e habilidades para agir de maneira responsável em um mundo com desafios ambientais, sociais e de governança complexos. 

A educação para sustentabilidade inclui a aplicação prática de conceitos sustentáveis e a compreensão de como as decisões podem ser influenciadas por considerações ambientais, sociais e de governança. Além disso, a educação climática se torna parte integral desse movimento, enfatizando a necessidade de entender as mudanças climáticas, seus impactos e estratégias para mitigá-las e se adaptar. Espera-se que os currículos educacionais reflitam essa mudança para preparar os estudantes para se tornarem cidadãos conscientes e proativos em um mundo que exige soluções sustentáveis e inovadoras.

Tecnologia de inteligência artificial generativa

A partir de 2024, a IA terá um impacto transformador no panorama educacional, atuando como assistente avançado para complementar os seres humanos. Recursos como ChatGPT, Bard e Midjourney oferecerão soluções para desafios de aprendizado e barreiras linguísticas. A capacitação de professores para usar a IA será um foco central, com um aumento esperado em programas de formação e eventos dedicados.

Vamos transformar sua jornada acadêmica?

A Fundacred está aqui para apoiar cada passo dessa trajetória. Seja para financiar seus estudos, esclarecer dúvidas sobre crédito estudantil ou oferecer suporte em suas decisões educacionais, estamos aqui! 

Faça sua simulação de crédito agora para o curso dos sonhos e escreva seu futuro. Clique aqui e descubra como podemos ser a peça-chave no seu caminho para o sucesso educacional.




Similar posts