in ,

Dúvidas nos estudos de inglês? Tecnologia pode ajudar

Usada por quase 1,5 bilhão de pessoas nativas e não nativas, o inglês é a língua mais falada do mundo, segundo dados da Ethnologue (2022). Assim, adotado como padrão no turismo, nas linguagens de tecnologia e em reuniões de negócio, o idioma é consolidado na comunicação internacional. 

Saber inglês, portanto, é fundamental para conseguir melhores oportunidades pessoais, acadêmicas e profissionais. Nesse sentido, ferramentas digitais ajudam na compreensão do idioma. Tais recursos tornam o aprendizado mais dinâmico e atrativo.

De acordo com pesquisa TIC Domicílios publicada em 2022, 81% da população brasileira acessou a internet em 2021. O levantamento é realizado anualmente pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br).

Conforme o estudo, o celular é o principal meio de acesso. Em segundo lugar, temos a TV e, em terceiro, o computador.  

Leia também: MBTI: que curso escolher segundo sua personalidade?

Desde 2014, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) aponta a aprendizagem móvel — que se dá por meio de dispositivos móveis, como tablets e smartphones — como uma inovação. Por sua vez, essa metodologia permite a aprendizagem a qualquer hora e em qualquer lugar.

Com o uso cada vez mais democratizado da internet, especialmente por meio de dispositivos móveis, abordagens mais específicas podem ser adotadas para que as necessidades dos estudantes sejam atendidas de maneira mais rápida. Segundo canais especializados, além de tornar a formação mais completa, essa dinâmica permite mais proximidade com as variações da língua inglesa.

A partir de um teste de inglês on-line, por exemplo, é possível identificar o nível de aptidão para o idioma de maneira rápida e gratuita. Com isso, pode-se traçar um plano de estudos, com atividades específicas para o grau de conhecimento na língua. 

Dados de acesso à internet no Brasil

Sobretudo, ainda conforme a pesquisa TIC Domicílios, cerca de um terço da população mais pobre não tem acesso à internet. Por outro lado, o uso na zona rural passou de 53% (antes da pandemia) para 73% em 2021. 

Descobriu-se também que metade dos brasileiros usa a internet pela TV. Esse dispositivo superou o computador como segundo meio de acesso. Ele fica atrás somente do celular, que se mantém em primeiro lugar.

Vale ressaltar, ainda, que o levantamento revelou que a faixa etária mais conectada tem entre 16 e 24 anos. Além disso, os maiores índices de uso de internet no Brasil estão concentrados nas regiões Sul, Norte e Centro-Oeste. Do total de usuários, 70% recorreram à internet para buscar informações ou serviços públicos.

Divulgada no ano passado, a edição de 2020 da pesquisa também demonstrou que 81% da população contava com acesso à internet no Brasil. Contudo, para atender às necessidades de distanciamento no auge da pandemia, o estudo usou uma metodologia diferente, incluindo a coleta de dados por telefone.

Com a pesquisa voltando a ser feita pessoalmente, os pesquisadores do Cetic.br esclareceram que o ideal é fazer a comparação dos novos resultados com a edição de 2019, que teve essa mesma metodologia. Dessa maneira, concluiu-se que o grupo de usuários de internet no país aumentou sete pontos percentuais em dois anos.

Leia também: Aprenda a inserir cursos online no currículo

Ferramentas digitais para o aprendizado de inglês

Assim como em outros campos de conhecimento, determinadas ferramentas podem contribuir para que o aprendizado de inglês conte com maior aproximação entre o processo educativo e a informática. 

Dessa forma, é essencial acompanhar as novidades e utilizar recursos que facilitem a aprendizagem. O objetivo é tornar essa experiência, especialmente para a nova geração, ainda melhor. 

Isso é possível porque o acesso às mídias digitais promove mais interatividade entre usuários, alunos e professores. Eles podem se comunicar a distância, trocar informações e executar tarefas, de modo totalmente digital e em tempo real.

Uso de aplicativos mobile

Atualmente, existem milhares de aplicativos disponíveis em lojas on-line; muitos deles direcionados às propostas educacionais. 

Dá para encontrar aplicações que ensinam a tocar um instrumento, propõem exercícios focados no vestibular e ajudam a alcançar a fluência em um novo idioma. Para isso, basta estar sempre atento às lojas de aplicativos compatíveis com cada sistema operacional dos smartphones ou tablets. 

Aplicativos mobile funcionam como uma ferramenta de partida para estudantes tirarem dúvidas sobre conteúdos de inglês. Podem ser utilizados também como instrumentos de estudo e de organização da rotina de aprendizagem.

Algumas escolas de inglês têm plataformas ou aplicativos de ensino que permitem, sozinho ou com a colaboração de outros usuários, estudar em casa ou em qualquer outro lugar. 

Estabelecer contato com pessoas que estão estudando, mesmo que morem em países diferentes, passou a ser uma realidade de integração do conhecimento e descoberta de culturas distintas. 

Plataformas incentivam o processo de aprendizagem

Conforme artigo publicado na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações, da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), identificou-se a maneira de apresentação do léxico da língua inglesa — o conjunto de palavras de uma língua — e quais as estratégias de consolidação desse vocabulário usadas nas atividades apresentadas pelos aplicativos Duolingo, Hello English e Mondly.

Os resultados mostraram que o conjunto de palavras em inglês é apresentado por meio de unidades temáticas, que se dividem por campos lexicais. Já a estratégia para consolidação se dá por meio da tradução e da repetição. Além disso, segundo o estudo, os elementos de gamificação incentivam, de modo significativo, a continuidade do aluno em seu processo de aprendizagem.

Duolingo 

A princípio, o Duolingo é uma plataforma de estudo de idiomas disponível na web e em dispositivos móveis. Ele utiliza conceitos da gamificação adaptados para o ensino de línguas. Dá para acessá-lo pelo site ou aplicativo.

Hello English

O aplicativo Hello English é destinado a quem deseja aprender inglês e foi criado para celulares com sistema operacional Android. Com mais de duas mil lições para falantes de português, o aplicativo oferece vídeos, áudios, e-books e dicionário embutido. 

Além disso, pode-se acessar um módulo de preparação para entrevistas em inglês, que inclui dicas, modelos de questões e respostas e tarefas. O serviço conta ainda com exercícios específicos para aprender a gramática do inglês.

Leia também: Crédito na pós-graduação: por que contratar?

Mondly

O Mondly é uma plataforma gratuita de ensino de idiomas que opera tanto na web quanto em celulares Android e iPhone (iOS). A dinâmica para estudar inglês em mais 30 línguas diferentes consiste em propor lições em que é preciso completar frases, correlacionar textos e imagens e ouvir áudios para memorizar os termos estrangeiros e aumentar o vocabulário.

Tecnologia a favor dos viajantes 

Se a ideia é aprender inglês antes ou durante uma viagem, algumas atividades podem ajudar. O aplicativo Inglês para Viajante, por exemplo, ajuda quem precisa de uma mãozinha com o idioma.

A ferramenta permite navegar por várias frases cotidianas de um viajante e aprender a se virar em restaurantes, hotéis e compras.

Além disso, quem está interessado em sair do país pode sempre apostar na leitura de conteúdos na web, como notícias em portais estrangeiros, reportagens e livros em inglês. Filmes, séries e músicas também são ferramentas necessárias no aprendizado da língua, pois trazem imersão e diversão ao processo. 

Podcasts ajudam a estudar inglês

O podcast é uma forma de inserir o inglês no cotidiano e acelerar o aprendizado. A partir de uma linguagem simples e descontraída, os ouvintes têm acesso à informação de maneira prática, além de conseguirem um meio de apoio e complemento aos estudos. 

Alguns exemplos incluem o Inglês do Zero, o Learn English, o 6 Minute English e o Voice of America: Learning English.

Inglês do Zero

Disponível em todas as plataformas de streaming, o podcast Inglês do Zero é indicado para pessoas que desejam aprender o idioma desde o começo. 

São mais de 110 episódios disponíveis que vão desde os níveis mais fáceis até lições mais complexas, no nível intermediário. 

Learn English

Em cada episódio, o podcast do British Council aborda um tema baseado em conversas, utilizando vocabulário de situações cotidianas. Ele também disponibiliza material de apoio gratuito, como transcrição de todos os episódios e testes dos conhecimentos adquiridos. Para ouvir, é preciso acessar o site da British Council.

6 Minute English

Criado pela BBC, o 6 Minute English é um podcast que propõe momentos de aprendizado aliados à diversão. Os episódios têm nomes inusitados e as discussões são feitas entre dois personagens. 

Para o cenário, são usadas situações do cotidiano e temas em alta. A cada episódio, os ouvintes podem acessar as transcrições e a lista de vocabulário com definições. O 6 Minute English está disponível no site da BBC.

Voice of America: Learning English

Por fim, Voice of America: Learning English é um podcast voltado a quem quer aprimorar o inglês ao mesmo tempo em que escuta temas atuais. A partir de um repertório variado, o ouvinte pode escolher entre diferentes tipos de programa. 

Enquanto um quadro aborda a cultura pop dos Estados Unidos, outro aborda a história do país, por exemplo. A diversidade de temas abrange desde a gramática até a ciência. 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Estratégias para melhorar a motivação dos estudantes

FOMO: saiba o que é e se você está passando por isso