in

4 dicas para fazer um bom perfil no LinkedIn

Lançada em 2003, essa é a principal rede social voltada para negócios e para o âmbito profissional como um todo. Mas afinal: como garantir um bom perfil no LinkedIn? 

Antes de mais nada, é importante destacar que o Brasil é o quarto em número de usuários na rede, com 35 milhões de pessoas ativas, de acordo com o site de Neil Patel, autor best-seller do New York Times. 

Ainda falando de dados, dessa vez vindos do blog do Kinsta, provedor de hospedagem para WordPress, 122 milhões de pessoas já receberam uma entrevista através do LinkedIn

Segundo informações do mesmo site, 35,5 milhões de usuários também já foram contratados por uma pessoa com quem se conectaram por meio da plataforma. Ou seja, ter um perfil por lá é sucesso na certa! 

Nesse sentido e com dados extremamente valiosos e positivos apresentados, vamos às dicas práticas para começar na rede? 

1. Comece com boas imagens

À primeira vista, o principal item que chama a atenção em qualquer página de rede social é a foto. Por isso, invista em uma imagem bacana também para seu perfil no LinkedIn

Escolha uma parede ou fundo neutro, posicione a câmera ou celular na vertical e vista roupas menos despojadas, também com cores sóbrias. Assim será possível transmitir uma ideia mais séria e qualificada!

O mesmo vale para sua imagem de capa, que, nessa plataforma, não deve ser tão divertida quanto no Facebook, por exemplo. 

Em outras palavras, a capa funciona como um cabeçalho para suas informações profissionais. Então, use uma ilustração, frase bacana ou até mesmo uma arte do local de trabalho em que você já atua, a fim de gerar uma identificação. 

Para finalizar este tópico, a dica de boas imagens também pode ser aplicada na hora das publicações. Sempre escolha fotos com boa resolução para seus posts, lembre-se disso antes de publicá-los!

2. Preencha o máximo de campos possíveis

O perfil no LinkedIn costuma ser bastante detalhado, com diversas perguntas e campos para preencher. Por isso, tente acrescentar seus dados da forma mais completa possível. 

Quanto mais informações você disponibilizar, mais um recrutador ou empresa poderá saber sobre você. E as chances de um emprego, assim, ficam ainda maiores! 

Algumas categorias merecem atenção especial, como a de formação acadêmica e experiências profissionais. Certifique-se de adicionar, também, seus cursos e workshops feitos. Dessa forma você se mostrará um perfil ainda mais interessante.

Sob o mesmo ponto de vista, não esqueça de criar um bom texto para a área “Sobre”, que nada mais é do que um resumo da sua trajetória no mercado de trabalho. Esta etapa é de pontos fortes e habilidades!

3. Conecte com outros perfis

Agora é a hora de complementar o perfil no LinkedIn com outras pessoas e empresas! 

Conecte-se com seus conhecidos, é claro, mas também busque demais usuários da sua área para investir em relacionamento

Da mesma forma está o funcionamento com empresas. Neste caso, você deve seguir instituições, negócios e outras companhias com os mesmos valores e visões que você. 

Todo esse movimento trará, obviamente, mais conteúdo para a sua timeline. Porém, mais do que isso, fará as pessoas notarem sua página também por seus interesses e material consumido. 

Lembre-se sempre que o mercado de trabalho funciona com um bom networking, ou seja, baseado em conexões!

4. Publique com frequência 

Não existe ao certo um número exato de publicações ideais para um perfil no LinkedIn, mas a grande regra que se aplica à maioria das redes sociais é: esteja presente

Em outras palavras, o aceitável nas plataformas digitais hoje é que você publique ao menos duas vezes por semana

As datas, neste caso, também não seguem uma “receita de bolo”, mas constumam funcionar nas terças e quintas-feiras, por não caracterizarem nem o início, nem o fim da semana. 

Todavia, é importante saber que tudo dentro das redes sociais muda a todo o momento e o ideal é que você teste seu público. Nesse sentido, experimente postar em dias e horários diferentes, até conseguir medir quais são os momentos ideais para publicações. 

Se tiver mais momentos livres para criar,  arrisque-se em um maior número de postagens! Isso sem entupir a timeline de todos com publicações sem sentido, ok? O equilíbrio aqui é a chave.  

Por fim, depois de um belo perfil no LinkedIn montado, agora é a hora de buscar pelas vagas! Aqui no blog já demos algumas dicas caso você esteja procurando por vagas de estágio. Dá uma olhada! 

Depois de montar tudinho e desenvolver seus hábitos nessa rede tão importante, não esqueça de nos contar como está sendo a experiência, ok? Fale com a gente lá no Instagram da Fundacred!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Qual Rayssa Leal é você nas Olimpíadas da faculdade? 😁

CredNEO: o crédito estudantil para cursos livres