in

Teorias científicas para bugar o cérebro

Esqueça os filmes e séries, essas teorias científicas são reais e estudadas há anos por cientistas e pesquisadores. Frequentemente aparecendo na cultura pop, as teorias científicas que bugam o cérebro são interessantes de pesquisar e assistir nas produções.

Ponte de Einstein-Rosen

Uma fenda no tempo-espaço onde é possível viajar de uma ponta a outra do universo em segundos? Essa é a teoria científica proposta em 1935 por Albert Einstein e Nathan Rosen. O Buraco de Minhoca como é chamada popularmente, prevê que seja possível viajar para qualquer lugar do espaço e do tempo através desses portais.

A teoria científica recebeu o nome de Buraco de Minhoca – termo criado em 1957 por John Archibald Wheeler -, pois teoriza que assim como uma minhoca pode chegar de um lado a outro de uma maçã através de um túnel pelo miolo da fruta ao invés de circundar todo o diâmetro, pode-se viajar pegando atalhos no universo pelo tempo-espaço.

Na ficção: Assista a franquia Star Trek e outras produções com o espaço como pano de fundo.

Paradoxo de Bootstrap

Essa teoria científica afirma que objetos e informações podem existir sem terem sido criados. Dessa forma, o paradoxo explica que algumas tecnologias e inovações só foram criadas, pois algum objeto ou informação foi do futuro para o passado. Essa teoria científica tem sido objeto de diversas pesquisas no campo da Física.

Em resumo, seria como se enviássemos um aparelho de celular para o passado antes dos celulares serem criados e, dessa forma, o inventor do celular – Martin Cooper – tivesse acesso a tecnologia que possibilitaria a criação do aparelho.

Dessa forma, a teoria científica afirma que o futuro interfere no passado e não apenas o contrário.

Na ficção: Série Dark.

Teoria do Multiverso

A primeira referência conhecida dessa teoria científica é de 1952, quando Erwin Schrödinger – sim, aquele do gato morto ou vivo na caixa -, durante um palestra em Dublin, afirmou que as equações que lhe renderam o Nobel pareciam histórias diferentes, na verdade, tudo acontece simultaneamente.

A teoria científica do multiverso afirma que existem milhares de universos possíveis coexistindo ao mesmo tempo. Assim, também, pode-se dizer que existem milhares de versões de nós mesmos coexistindo simultaneamente, sem nunca se chocar.

Em 2010, Stephen Feeney afirmou ter encontrado evidências de que nosso universo teria se chocado com universos paralelos no passado.

Na ficção: Todas as obras da Marvel e DC Comics usam o Multiverso e suas séries/filmes.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0
Como solicitar crédito educacional

Dicas de como solicitar crédito educacional

Áreas do Direito para atuar após a formatura