in

Dicas para manter a saúde mental em dia

Antes de mais nada, o start foi dado no Setembro Amarelo, mês marcado por campanhas de prevenção ao suicídio. Neste período, abordaremos temas relacionados à saúde mental nas nossas mídias sociais, especialmente aqui no blog e no Instagram

Logo, a Fundacred entende que manter a saúde mental em dia na fase estudantil nem sempre é fácil. Afinal de contas, a pressão por bons resultados e o sentimento de não saber qual caminho seguir costumam ser comuns na rotina dos estudantes. 

Leia também: Qual faculdade fazer? Saiba decidir!

Nesse sentido, o psicológico tende a ser afetado negativamente, dando surgimento a transtornos como ansiedade e depressão

Crise de ansiedade coletiva

Um exemplo é o caso que ocorreu em maio deste ano, quando mais de 20 alunos de uma escola de Recife foram socorridos após uma crise de ansiedade coletiva. De acordo com a Secretaria de Educação e Esportes da cidade, os alunos estavam em semana de provas.

Tal evento reforça a necessidade das instituições de ensino ficarem atentas ao comportamento dos discentes. Assim, ações com foco em saúde mental são importantes para promover o bem-estar no ambiente educacional. 

Como manter a saúde mental em dia?

Levando em consideração as questões citadas, manter uma rotina com hábitos favoráveis a um psicológico saudável se faz necessário. Dessa forma, existem algumas dicas de saúde mental para você implementar no seu cotidiano. 

1) Adote uma alimentação saudável

O ditado “você é o que você come” faz total sentido, não só para o bem-estar físico, mas também para o bem-estar mental. Assim, é importante ter um cardápio com todos os nutrientes, especialmente vegetais. Uma alimentação saudável mantém o bom funcionamento das funções cerebrais.

2) Faça terapia com um profissional 

A ideia de que apenas quem possui graves enfermidades mentais ou emocionais precisa recorrer a um psicólogo é ultrapassada. Todo mundo tem problemas que nem sempre conseguimos resolver sozinhos. Por isso, a terapia deve ser levada em consideração para todos.

Não espere que seu limite seja atingido para, só assim, buscar ajuda. Procurar um profissional fará com que você descubra mais sobre si e aprenda a lidar com seus sentimentos. 

3) Durma bem

De antemão, quando não dormimos direito, cansaço e mau humor são predominantes no dia seguinte. Logo, uma boa noite de sono é essencial para o corpo se regenerar e fazer as regulagens necessárias.

Vale relembrar que um sono de qualidade é aquele sem ou com poucas interrupções, com duração média de 8h. Além do mais, ao despertar, você precisa se sentir com a energia recarregada.  

4) Pratique exercícios físicos 

Exercitar-se frequentemente melhora a circulação sanguínea e estimula a produção de hormônios relacionados às sensações de prazer e bem-estar, como a endorfina. 

Dessa forma, passar um tempo na academia, fazer caminhadas, práticas de dança ou do seu esporte preferido pode ser ótimo para aliviar o estresse e evitar problemas emocionais.

5) Reavalie com quem se relaciona

Acima de tudo, fique atento aos indícios de um relacionamento tóxico em qualquer relação, seja amorosa, profissional, familiar ou de amizade. Afaste-se de pessoas que lhe deixem para baixo e mantenha ao seu lado uma rede de apoio acolhedora. Portanto, domínio e medo são sentimentos que não devem estar presentes nos seus vínculos. 

6) Pratique o amor próprio

Momentos de reflexão sobre nossas qualidades e focados no autocuidado estão entre os pilares da boa saúde mental. Afinal, uma boa autoestima é estimulante para a tomada de decisões sem se deixar abalar pelas críticas.

7) Beba água 

Quando existe a falta de água em um corpo, sintomas como dificuldade de concentração, fadiga, cansaço mental e irritabilidade são comuns. Sendo assim, beba sempre que você tiver sede e não se prenda à “obrigatoriedade” dos 2 litros de água por dia. Cada corpo é diferente e possui necessidades específicas. 

Por fim, a saúde mental não é um assunto a ser tratado apenas durante o setembro amarelo, mas também o ano todo. E caso você precise de uma ajuda mais pontual, o Centro de Valorização da Vida (CVV) presta apoio 24h, todos os dias. O contato pode ser feito por telefone, e-mail ou chat.

Fontes: Vida Saudável e Minha Vida 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Educação continuada: conheça a parceria entre Fundacred e Domestika

conceito_de_edtech

Veja tudo que precisa saber sobre o conceito de Edtech