in

Golpes digitais na pandemia: como evitar

Em tempos de isolamento social e com muitas notícias fervilhando nas mais diversas plataformas, é preciso estar atento para não cair em fraudes. Muitas pessoas mal intencionadas estão usando o nome do Coronavírus para aplicar golpes digitais na pandemia e se beneficiar em cima dos desavisados.

Um dos modelos mais utilizados, atualmente, para aplicar golpes tem sido o Phishing: onde criminosos buscam conseguir informações pessoais – dados bancários, principalmente – através de e-mails falsos fingindo serem organizações confiáveis. No caso do Coronavírus, alguns golpistas têm usado o nome de instituições de saúde para coletar os dados das pessoas.

Não seja fisgado!

Essa é uma regra relativamente básica para a vivência na internet, mas dado o atual momento, não custa reforçar: NÃO CLIQUE em links desconhecidos e/ou de empresas que você não tem relação.

Link e domínio: atente-se a como o link está escrito. Por exemplo, fundacred.org.br é o domínio da Fundacred. No entanto, se você receber um e-mail e o link for fundacr&d.org.br, trata-se de um endereço falso. Preste atenção no domínio e identifique uma fraude.

WHOIS: acessando o WHOIS você consegue identificar a autenticidade de um link. Mas cuidado para não clicar acidentalmente.

Google: em caso de dúvida, busque o nome da instituição no Google e veja como é o endereço que aparece e, então, compare os dois. O buscador ainda oferece o Transparency Report, ele vai identificar caso haja elementos perigosos.

Conexão segura e selos: quando um site lida com dados e informações, obrigatoriamente eles devem contar com conexão segura tendo o protocolo HTTPS. Se não houver esse protocolo CUIDADO. Além disso, atente-se a selos de segurança, pois esses sites costumam trazer certificados de criptografia respeitados como McAfee, por exemplo.

Mais do que e-mails!

Apesar de ser a forma mais usada, o Phishing não se limita ao envio de e-mails fraudulentos e pode, ainda, vir em forma de SMS, postagens em mídias sociais ou mensagens instantâneas. Tome cuidado com elas e, se não vier de fonte confiável, NÃO CLIQUE. Geralmente as redes sociais direcionam mensagens de fontes que não são seus amigos para pastas separadas, por isso, preste atenção!

Identifique!

Alguns dos golpes identificados, até o momento, se basearam em assuntos de grande destaque, como divulgação de informações dos setores de saúde e também em ações de canais de televisão e streaming.

Netflix: com base na liberação de conteúdo gratuito que alguns canais e serviços de streaming fizeram, golpistas usaram a Netflix para coletar informações, afirmando que o serviço liberou conteúdo grátis, notícias que é falsa.

Rastreadores de doença: como forma de acompanhar os avanços da Covid-19, alguns sites foram criados para saber sobre a proliferação. No entanto, NENHUM pede informações pessoais e foi aí que golpistas aproveitaram para aplicar fraudes.

Álcool em gel: um dos protagonistas dos momentos caóticos causados pela Covid-19, foi o álcool em gel. De uso importantíssimo, os frascos começaram a ser vendidos com acréscimo no valor. Por conta disso, golpistas enviaram e-mails informando falsas distribuições gratuitas do produto.

Kit Saúde: não, o governo não está dando kits com máscara e álcool em gel, porém, os golpistas dispararam e-mails com esse conteúdo tentando coletar dados de pessoas.

A vacina: até o momento não há uma vacina contra o Coronavírus. No entanto, e-mails fraudulentos afirmavam que a vacina teria sido feita no Brasil e era necessário se cadastrar para ter uma dose. Informação falsa.

Testes agendados: por último, um dos métodos usados para coletar dados, foram os falsos agendamentos de testes. Há recomendações do Ministério da Saúde para o momento e NENHUMA fala sobre agendamento de testes.

LEMBRE-SE: se a informação que chegar até você parecer suspeita NÃO CLIQUE, pois pode ser mais um dos golpes digitais na pandemia!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0
Desenho de um homem e uma mulher plantando em um vaso.

Trabalho voluntário: faça o bem e melhore seu currículo

Mulher estudando na escrivaninha para melhorar o estudo

3 métodos infalíveis para você melhorar o estudo!